Ju Medeiros

Jucinaldo Medeiros Siqueira, o Ju Medeiros, nasceu em Campina Grande no dia 10 de agosto de 1957. Filho de José de Oliveira Siqueira e Consuêlo de Medeiros Siqueira, residiu em Campina Grande até junho de 1970, quando mudou-se para Olinda.

 

Morou em Olinda no Bairro Novo na Praça Vitoriano Regueira, e lá concluiu o primeiro grau nos colégios Bairro Novo, onde foi um dos fundadores do Centro de Astronomia, e no colégio São Bento. Ainda em Olinda, entrou no curso superior de Administração de Empresas.

 

Em 1979 foi para Recife, no bairro de Setúbal, na Avenida Boa Viagem, onde Ju conheceu a norte americana Clarisse Ann Clark. Casaram-se e foram morar em Austin, Texas, nos Estados Unidos. Depois retornou para Recife, onde concluiu o curso superior.

 

Ju Medeiros trabalhou como office boy até se tornar diretor financeiro da Siqueng Engenharia. Casou-se pela segunda vez com Tânia Galvão, com quem teve o filho Bruno. Mas a vida do Ju entrou em uma nova fase e ele se demitiu da empresa e, já se separando da Tânia, zarpou para Brasília.

 

Em Brasília, a convite da Laís Aderne, na época Secretaria de Cultura do DF, participou do I FLAAC (Primeiro Festival Latino Americano de Arte e Cultura). Lá ele dividiu palco com Renato Borghett, Quinteto Violado e Hermeto Pascoal. De Brasília foi para o Rio de Janeiro onde se inicia mais um novo relacionamento com a Cláudia (Apsara). No Rio fez um curso de teatro no Planetário da Gávea, com os Professores Chico e Élcio. Musicou a peça Galileu Galilei, de Berthold Brecht, e escreveu duas outras infantis para fazer parte do mesmo curso.

 

Retornou para o Recife e teve que voltar ao trabalho habitual. Trabalhou na Dental Passos na informatização da empresa.

 

Um dia se encontra com o Zé Maria, que o convida para fazer um show de inauguração de um supermercado em Fernando de Noronha. Apesar de não conhecer a ilha, pediu licença do trabalho e voou para o arquipélago a bordo de um bandeirante. Lá ele se prepara para o show e inaugura o Noronhão, até hoje firme e forte na ilha.

 

Um dia fazendo um passeio de barco, Ju se jogou na água no meio de golfinhos e ficou tomando banho com eles. Como que tomado pelo prazer do momento, falou para Zé Maria: “Velho, saio daqui mais não!” E está lá até hoje, onde está construindo o Restaurante, a Pousada Ju Medeiros e um estúdio de gravação com o irmão amigo Durval Lelys.

 

Em Noronha teve como companheira a Érika Amado, mãe de Natalie. Ju conviveu com a Érika quatro anos e meio, até que ela foi residir em Brasília.

 

Depois de um tempo, Ju volta a se interessar por um relacionamento e encontra a Poka Hontas, que o presenteou com o filho Gabriel.

 

Hoje Ju Medeiros, apaixonado pelo mundo e pela música, mora em Noronha, Recife, Rio e Brasília, levando e trazendo de cada lugar um pouco de sua vida e música.

 

 

Ju Medeiros
Criação de Sites e Comunicação Digital: Agência Qualitare Desenvolvimento de Sites